Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Se não tem cão porque tem gato

por Melissa Lopes, em 15.05.14

... não se aborreça, não pense que ter um cão lhe "enchia melhor as medidas". Dizem que os felinos são aborrecidos, autónomos (ou independentes), insensíveis, matreiros e que basicamente não querem saber de nós. Balelas. Todos esses preconceitos não passam de balelas.

Ora vejam:
 



Quero acreditar que, numa situação idêntica, o meu Flora faria o mesmo.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:53

Bom dia [bom domingo, com sol]

por Melissa Lopes, em 24.11.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:26

Detox animal

por Melissa Lopes, em 23.11.13
Já todos ouvimos falar - ultimamente tem-se assistido a uma febre - de produtos e planos "alimentares" detox. Aliás, o objectivo mais extremo destas modernices é mesmo não comer durante uns dias. Ou seja, uma dieta de curto prazo, muito restritiva, que tem como principal objectivo eliminar toxinas e todas as porcarias acumuladas, proveniente da alimentação industrializada. [como se fosse possível voltar atrás no tempo, e num par de dias, recomeçar do zero]. Somos aquilo que comemos, desde que somos concebidos no ventre das nossas mães. Em vez de dietas restritivas, acredito em equilíbrio. Essa é a palavra chave. Não são dois ou três dias que mudam o cenário de uma vida. Mas esses dias podem ser o início de um estilo de vida mais saudável, um "abre olhos".
É aqui que entra o meu felino. O animal, que era viciado nestes alimentos húmidos, está há uma semana sem pôr a língua num prato de gordura industrializada - sabe Deus de onde vem aquilo. E sabem que mais? Está mais calmo e eu menos pobre. Se o meu animal conseguiu largar o vício (que remédio?), qualquer um consegue.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:11




Hoje foi terrível. Depois de algo deste género, fui encher-lhe o prato de comida e voltei para a cama. Tranquei a porta do quarto, claro. Miou e arranhou a porta intensivamente. Venceu-me pelo cansaço. Bem sei que o gato é um apologista de "famílias reunidas logo pela manhã", só que o bicho começa cedo demais. Sabem onde está o espertalhão agora? Na minha cama, a dormir como se nada se tivesse passado.

Bom dia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 03:51

Sozinhos em casa

por Melissa Lopes, em 27.10.13



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:38

Não lhe sou indiferente

por Melissa Lopes, em 24.10.13
Não sei qual é a explicação para isto. Provavelmente não existe explicação. Mas quando estou deitada de barriga para baixo (que é quase sempre), seja a dormir, seja a meditar, em menos de três tempos o gato deita-se no meu rabo. Mais, sai da cama dele e vem para cima de mim. Será isto um elogio aos meus atributos? Ou, pelo contrário, será esta atitude o resultado de um rabo grande e fofo (gordo e mole), melhor que uma almofada?

Qualquer que seja a razão, agrada-me o facto de não lhe ser indiferente (eu não, o meu rabo)! 



Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 04:13

sobre o post anterior

por Melissa Lopes, em 26.09.13
Não vinha de fato, vinha antes com uma t-shirt vermelha com o logo da Husse, não tinha uma postura rígida como imaginava, mas jogou pela descontracção. Não passou da entrada, foi rápido, não enveredou pelo paleio, preferiu dizer o essencial e entregar-nos um catálogo e as tais amostras. Menos mal, menos mal. Se o gato gostar, temos negócio. Embora me custe a acreditar que, exceptuando as marcas brancas, as comidas de gato sejam tão diferentes umas das outras. Se se verificar que a qualidade não é inferior à ração Purina One, então vamos optar por esta sueca e poupamos uns centavos, nada de muito significativo, mas ainda assim é poupança!






Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 04:53

Degustação de comida de gato

por Melissa Lopes, em 26.09.13
O meu rico namorado mete-me em cada situação. Então não é que solicitou umas amostras de comida de gato de uma marca sueca, que por acaso são entregues ao domicilio? Estou portanto à espera que a campainha toque e que do outro lado esteja um homem de fatinho e com um sorriso trinta e três (para contrastar com o meu), a tentar converter-me àquela ração. Ofereço-lhe chá e/ou café? Fujo a sete pés deste tipo de coisas (digo sempre que não tenho tempo) e agora fomos nós a pedir??! Cá em casa? Onde é que este rapaz estava com a cabeça. Para já vou enfardar o gato para que não tenha apetite no acto da prova.

Bom dia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 02:35

Sem tomates

por Melissa Lopes, em 20.09.13
É isso mesmo, sem tomates. É este o estado mais recente do meu felino predilecto. As razões para a concretização da cirurgia prendem-se naturalmente com o facto de este machão nunca puder vir a acasalar e consequentemente a impossibilidade de ser pai. Não que ele não tivesse vontade, aliás, vontade tinha e esse era o grande problema. A maldita vontade. As porcas das hormonas. O bicho atacava sexualmente tudo o que fosse mais ou menos fofinho (mantas, cachecóis, casacos, almofadas) com o objectivo de dar uso às suas necessidades básicas (?). Conseguem imaginar?

E pronto, aproveitámos o Verão para levá-lo à veterinária e retirar as duas bolinhas do animal. Anestesia. Dez minutos de trabalho manual e os dois "berlindes" já estavam no lixo, lugar que lhes estava destinado há muito.

Se lhe fazem falta ou não, não sei. Mas que o bichinho anda mais molengão, mais comilão mas também mais carinhoso, lá isso é verdade. Começo a notar que a sua silhueta se assemelha à forma de uma beringela. A pensar neste estado de come e dorme, o seu segundo dono preferido já comprou um laser para estimular a actividade física do gato. Ah, e a ração já é ligth. Obesidade é uma coisa que queremos evitar!!



 


P.s a chapinha amarela é o ship do Flora. Não é só para o estilo, do lado de trás tem o nome e os nossos números de telemóvel. Não vá o animal fartar-se de nós e fugir de casa. 


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:04

...

por Melissa Lopes, em 22.06.13
Não queria nada ser conhecida como "aquela que está sempre a publicar fotografias de gatos", mas não posso deixar de o fazer: os gatinhos maiores são filhos da gata preta, os recém-nascidos são da gata siamesa. Ora, estas fotografias foram tiradas no dia em que nasceram os últimos. Ah, e a mãe siamesa é neta da mãe preta (embora tenha sido a mãe preta a criar a mãe siamesa, que ficou órfã em bebé). Confuso?
Reparem na amabilidade dos maiores, a dar as boas vindas e a ajudar os bebés. Às tantas, as mães já se organizavam para amamentar os gatos todos, num sistema de rotatividade. Um forte exemplo de entre-ajuda   e não só.








Bom fim de semana, gente!
Terceiro Frente 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 03:51


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Terceiro Frente é social


Instagram


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.