Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Abril, corridas mil

por Melissa Lopes, em 01.04.16

Março foi um mês dos grandes. Não só pelos trinta e um dias, mas por ter batido um recorde de quilometragem. Desafios para aqui e para ali, mais os treinos longos de preparação para a meia maratona. Feitas as contas, estas "meninas", cruzadas à chinês enquanto vos dou estes dois dedos de conversa - as pernas, claro - correram 170 quilómetros. Não vos estou a pregar nenhuma mentira, não. Ao contrário do que acontece com os carros, quanto mais quilómetros registarem os nossos aparelhómetros de corrida, melhor! Será?Um corredor sentirá sempre que sim, muito embora, não raras vezes, muitos entrarem no campo do exagero, mesmo com os joelhos - a maleia mais comum - a dançar o tango e a pedirem encarecidamente descanso. Não tem sido o meu caso, felizmente. E por essa razão, e tantas outras mais, em Abril quero superar os 170 de Março. Sinto-me bem e, portanto, perfeitamente capaz de conseguir cumprir este desafio. Até porque, não esqueçamos, estarei a treinar para a próxima meia maratona, a tal do Douro Vinhateiro, dia 15 de Maio. Não há cá tempo para me permitir não correr muuuito neste mês. Vou obrigar-me a correr ao calor, não há grande forma de escapar a isso. 

 

4-outdoor-exercise-ideas-that-rock-1024x682.jpg

 

Não se iludam, esta não sou eu. Mas.... podia ser, ou não? Digam-me que sim, com convicção, por favor.

 

Boas corridas, amigos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:16

Toca a hidratar, comer e dormir bem

por Melissa Lopes, em 16.03.15

Diz que, para quem vai fazer a Meia Maratona mas também para quem não vai, se deve beber muita água diariamente. Mas, sobretudo os runners, nesta última semana, devem investir na hidratação - não através do álcool, como devem imaginar, mas de água. Devem beber bastante água principalmente nos últimos quatro dias antes da prova. Diz que ajuda a diminuir a incidência de cãibras, favorece a circulação sanguínea (e portanto, eliminação de toxinas), ajuda a levar o glicogénio - fonte de energia armazenada nos músculos - até às células, e não tem calorias. É importante beber, mas no dia da prova não convém encher a barriga de água antes da corrida. Vão sentir-se pesados e vão querer ir ao wc, o que para as mulheres ainda é mais desconfortável. Correr com a bexiga cheia não é uma coisa que queiram experimentar. 

Além da hidratação, pede-se uma semana de refeições equilibradas, sem cometer grandes desastres alimentares. E meninas, esta não é uma semana para dietas, não queiram desfalecer logo na Ponte 25 de Abril. E também não comecem a fazer treinos intensivos agora, não é nestes últimos dias que se vão tornar melhores atletas. Se se matarem a treinar esta semana, chega domingo e o vosso corpo quer é ficar na caminha, ou então chegam lá, correm 5km e fazem os restantes kms a caminhar. Não se metam nisso. Conselhos de amiga (baseados nas dicas dos especialistas, porque eu, vocês já sabem, vou estrear-me agora nestas andanças mais longas)

 

Deixo dois sites que podem  consultar, caso não acreditem em mim, ou caso queiram mais detalhes sobre o que comer: 1- antes e depois de uma Meia Maratona;  e sobre: 2- alimentação dias antes da prova

 

agua.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Ouvir ou não ouvir música?

por Melissa Lopes, em 15.03.15

Quando comecei a dar as minhas corridinhas, a música era imprescindível. Sem ela, nada feito. A música servia para me abstrair do que estava a fazer, ajudando-me a evitar pensamentos negativos logo a partir dos primeiros quilómetros, do tipo "ai não aguento mais" ou "quando é que isto acaba?! Ficava mesmo chateada quando me esquecia dos fones em casa. A corrida já não me corria bem. Claro que isto é tudo psicológico, mas enfrentar uma corrida, mais ou menos longa, envolve muitos aspectos psicológicos, truques e manhas para nos distrairmos do esforço físico.  

Acontece que, progressivamente, tenho feito o desmame da música - sim, porque pelo que tenho observado só os menos experientes na corrida é que ouvem música. Comecei por, sem querer, esquecer-me dos fones, agora levo-os mas opto por não usar. E, a verdade é que tem corrido bem. Existem vantagens claras em não ouvir música - uma delas, a mais significativa, é o facto de conseguirmos ouvir a nossa respiração e controlá-la com mais eficácia. Outra vantagem é não ter que andar a repor os fones a cada 500 metros, empurrando-os para dentro do ouvido porque vamos ficando com a sensação de que vão cair a qualquer momento. Pode tornar-se uma atrapalhação total.  Pelo menos comigo é assim. No entanto, também há vantagens em ouvir música. Quando a coisa não nos está a correr muito bem (há dias e dias, não é verdade?), a música ajuda-nos a ultrapassar algum tédio/aborrecimento/desgaste que se vá tendo durante o percurso e há certas e determinadas batidas que nos dão power que julgávamos já não ter!! 

Perante isto, agora estou indecisa - levo ou não música para a Meia Maratona? 

pessoa-sadia.jpg

 Esta não sou eu. Mas podia ser. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:11

Faltam 11 dias e eu já estou ansiosa

por Melissa Lopes, em 11.03.15

Daqui a 11 dias, por esta hora, vou estar extremamente relaxada, de banho tomado e a começar a repor as energias gastas ao longo dos 21,5km da Meia Maratona. Vai ter que ser um almoço à grande e à francesa. Não sei se vou completar a prova com um tempo decente, não sei se vou conseguir terminar a coisa em apenas 1h50 - 1h55, como tanto quero e espero, mas vou estar, de certezinha, contente. E com bolhas nos pés, também. Ou melhor, com a pele das bolhas agarrada às meias. Os pulmões vão dar-me nas orelhas quase durante todo o percurso, como quem diz "porque é que me estás a fazer isto, sua cabra?". As pernas, essas, vão responder muito melhor do que os pulmões. Só não vão fazer um trabalho melhor, justamente por causa dos pulmões resmungões. Pode ser que no dia adiram à causa e se portem bem. 

E os treinos? Vão indo bem, obrigada. Às terças-feiras tem sido corrida normal (cerca de 8km, mais coisa menos coisa). Na quarta-feira da semana passada experimentei o treino de séries do Correr Lisboa, na pista Prof. Moniz Pereira. Não gostei porque custa, mas gostei que me tivesse custado (incoerente, esta gaja, ahm?), de modo que hoje lá irei eu outra vez. Dizem que treinar séries é muito bom para melhorar o desempenho, por isso, bora lá. À imagem da semana passada, esta quinta-feira vou fazer um treino de 10km pela cidade, com alguns elementos do Correr Lisboa. É um treino mais livre e mais relaxado. Sexta-feira, logo vejo, mas qualquer coisa se há de arranjar. E finalmente sábado, dia de treino longo. Na semana passada fizémos 17 km (Belém - Praça do Comércio - Belém). Tenho que dizer que a partir do km 13/14 começa a custar por demais, com calor então... Mas como "no pain no gain", no próximo sábado vamos fazer 18km e será o último longo antes da Meia Maratona. 

Na semana da prova, farei os treinos normais da terça e quarta-feira. Sábado terei a prova dos 7km Vitalis, que será uma espécie de treino. E pronto, de repente passaram-se os 11 dias que ainda faltavam, sem que ninguém se desse conta disso. 

IMG_20150308_110649.jpg

IMG_20150308_110323.jpg

 Estas fotos são do treino longo de sábado. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32

Vamos 'meiamaratonar', vamos vamos

por Melissa Lopes, em 15.02.15

Desde que entramos em 2015 que penso num dos objectivos alistados para concretizar neste ano - a Meia Maratona de Lisboa. Ainda por cima, trata-se da 25ª edição, a mesma idade que eu, portanto. Não posso deixar escapar esta oportunidade de me estrear numa meia. É o ano ideal para isso. Contudo, já me ocorreu variadísssimas vezes que provavelmente não vou estar preparada, afinal de contas ainda só participei em três provas de 10km, e lá abandono a ideia de me inscrever (por falar em inscrição, 25 euros é caro para caraças, não acham?). 

Acontece que ontem experimentei um treino longo do Correr Lisboa (15km) e a coisa correu-me bem. Bastante bem, até. Claro que me cansei, mas estive longe de morrer. Fiz os 15km em 1h19, o que não é excelente, mas também não é nada mau. Ora, quem faz 15 km, faz 21km, fiquei eu a pensar. E agora estou com uma enorme vontade de largar 25 euros (not) para participar na meia maratona (yesss), mesmo tendo uma prova de 7km no dia anterior. Vamos meiamaratonar, pessoal?

pontelis.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:40


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Terceiro Frente é social


Instagram


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.