Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Outono [pensar é estar doente dos olhos]

por Melissa Lopes, em 29.11.14

 

 

 

 
 
 

O meu olhar é nítido como um girassol
(...)
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto
(...)
Sei ter o pasmo essencial
(...)
Sinto-me nascido a cada momento
Para eterna novidade do mundo

Creio no mundo como num malmequer
Porque o vejo. Não penso nele
Porque pensar é não compreender

O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)

(...)
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar

Alberto Caeiro

 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54

Eu sou do tamanho do que vejo

por Melissa Lopes, em 22.11.14

 

« [...]

Porque eu sou do tamanho do que vejo, 

E não, do tamanho da minha altura 

[...]

Porque a nossa única riqueza é ver»

 

Alberto Caeiro 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:18

Há amores e amores [e este é dos grandes]

por Melissa Lopes, em 18.11.14
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:12

Uffffa

por Melissa Lopes, em 14.11.14
[respirar fundo]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:33

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:39

Agora sim: Outono

por Melissa Lopes, em 03.11.14

Lá fora




Cá dentro


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:23


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.