Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Faltam 11 dias e eu já estou ansiosa

por Melissa Lopes, em 11.03.15

Daqui a 11 dias, por esta hora, vou estar extremamente relaxada, de banho tomado e a começar a repor as energias gastas ao longo dos 21,5km da Meia Maratona. Vai ter que ser um almoço à grande e à francesa. Não sei se vou completar a prova com um tempo decente, não sei se vou conseguir terminar a coisa em apenas 1h50 - 1h55, como tanto quero e espero, mas vou estar, de certezinha, contente. E com bolhas nos pés, também. Ou melhor, com a pele das bolhas agarrada às meias. Os pulmões vão dar-me nas orelhas quase durante todo o percurso, como quem diz "porque é que me estás a fazer isto, sua cabra?". As pernas, essas, vão responder muito melhor do que os pulmões. Só não vão fazer um trabalho melhor, justamente por causa dos pulmões resmungões. Pode ser que no dia adiram à causa e se portem bem. 

E os treinos? Vão indo bem, obrigada. Às terças-feiras tem sido corrida normal (cerca de 8km, mais coisa menos coisa). Na quarta-feira da semana passada experimentei o treino de séries do Correr Lisboa, na pista Prof. Moniz Pereira. Não gostei porque custa, mas gostei que me tivesse custado (incoerente, esta gaja, ahm?), de modo que hoje lá irei eu outra vez. Dizem que treinar séries é muito bom para melhorar o desempenho, por isso, bora lá. À imagem da semana passada, esta quinta-feira vou fazer um treino de 10km pela cidade, com alguns elementos do Correr Lisboa. É um treino mais livre e mais relaxado. Sexta-feira, logo vejo, mas qualquer coisa se há de arranjar. E finalmente sábado, dia de treino longo. Na semana passada fizémos 17 km (Belém - Praça do Comércio - Belém). Tenho que dizer que a partir do km 13/14 começa a custar por demais, com calor então... Mas como "no pain no gain", no próximo sábado vamos fazer 18km e será o último longo antes da Meia Maratona. 

Na semana da prova, farei os treinos normais da terça e quarta-feira. Sábado terei a prova dos 7km Vitalis, que será uma espécie de treino. E pronto, de repente passaram-se os 11 dias que ainda faltavam, sem que ninguém se desse conta disso. 

IMG_20150308_110649.jpg

IMG_20150308_110323.jpg

 Estas fotos são do treino longo de sábado. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32

Janeiro, tu que já lá vais

por Melissa Lopes, em 04.02.15

Janeiro passou literalmente a correr. Fiz 112 km (15 corridas) a uma média de 5'34 por km, o que não é nada mau, uma vez que fiz(émos) algumas corridas em Monsanto (como toda a gente sabe, ou imagina, aquilo é tudo menos plano!!). Foi ao longo do mês de Janeiro que comecei a correr em grupo, no Correr Lisboa, com a Catherine Cipriani - como lhe chamo - sempre a acompanhar-me. Janeiro serviu para estabelecer algumas rotinas de corrida, sem as quais já não passo. As terças estão reservadas ao treino na cidade universitária e os domingos já são conhecidos como o "Dia de Santo Monsanto", faça chuva, faça sol, temos treino marcado para as 10h da matina. Os restantes dias da semana são à vontade do freguês (que sou eu, portanto), porque costumo fazer treinos sozinha (5km ou 10km, tentando melhorar o ritmo), às horas que me apetecer e onde me apetecer. Ah, convém dizer isto, há sempre um dia ou outro que me dedico a fazer nenhum, muito agradável. Fevereiro tem tudo para ser levado do mesmo jeito - a correr. Aliás, mesmo sendo um mês pequenino, espero fazer mais kms. E perguntem-me lá agora: "Mas por que raio corres tu?; e o que é que ganhas com isso? ou, mas está tanto frio, como consegues?" 

 

post-locais.jpg

 

 P.s. Fevereiro deveria ser o mês em que iria cumprir o desafio de não comer pão e bolachas (era só um mês!!!), mas o desafio foi logo abortado nos primeiros dias. Mas tentarei "correr atrás do tempo perdido", nesse aspecto, só para ver no que dá. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51

Amanhã é dia de? Aproveite este especial 2 em 1

por Melissa Lopes, em 23.01.15

Aposto que não tem planos para amanhã. Até me parece que está a pensar ficar em casa à espera que o fim de semana passe mais lentamente.Ou então planeou aspirar a casa, lavar e passar roupa a ferro. Não é? Se é o seu caso, que tal aproveitar este especial 2 em 1 - um treino solidário promovido pelo Correr Lisboa? A inscrição é gratuita, mas pede-se aos "corredores" que levem produtos de bebé para doar ao Banco do Bebé. Além disso, e porque o convívio também faz bem à saúde, depois da corrida, sucede-se um "chá das 5", por isso, bolachas também são encaradas com bons olhos, sobretudo depois de tamanho esforço. As provas são de 10km, 5km ou 3km - só tem de escolher a melhor distância para si! 

 

Em tempo de crise, estes especias dois em um são de aproveitar, não acham? Ainda por cima, os produtos de bebé têm estado constantemente em promoção nos supermercados (se se despacharem ainda apanham uns belos descontos!). Não passe o fim de semana em casa, desprenda-se do sofá. É por uma boa causa, aliás, por duas boas causas: a saúde e a solidariedade. No domingo logo trata das lides domésticas. 

 

Relembro apenas que não é preciso ser grande atleta para participar neste treino. Se tiver de fazer as distâncias a andar, não é, garantidamente, um problema! "Juntos vamos correr para ajudar!"

 

 

10924786_332406280280426_447213162423291013_n.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:10

No correr é que está o ganho

por Melissa Lopes, em 10.01.15

Depois de ter estado no período natalício sob as amarras do conforto do lar/família e de ter, por causa da paragem dos treinos, baixado ligeiramente a minha já de si mediana condição de atleta, eis que as coisas se começam novamente a alinhar. Acontece que, é muito mais rápido piorar os tempos quando se está parado uma semana, do que depois chegar ao nosso melhor tempo em apenas uma semana. É quase como aquela história de "emagrecer leva tempo, mas engordar é num instante".

Na corrida, para piorar tempos é num instantinho. Depois, a recuperação é muito mais vagarosa do que aquilo que imaginamos. Isto acontece essencialmente, digo eu, porque ainda não nos tínhamos estabelecido de forma confortável no nosso melhor, paradoxalmente, o nosso melhor deixa de ser o nosso melhor quando passa a não nos custar. E aí trabalha-se para chegar a um novo melhor. E o meu melhor (tempo, leia-se) foi atingido com suor e dedicação, caso contrário não seria o meu melhor,mas não tinha sido ainda cimentado. 

O melhor nunca é uma marca estanque. Não estava garantido só porque o consegui uma vez ou duas. Tem que ser repetido até chegar a um novo melhor. (Fartos desta conversa? Acedito que sim). Ora, o meu mellhor de sempre perdeu-se algures no processo de consolidação (e eu que o dava como garantido? Não esperava perdê-lo só por causa de duas semanas e tal), e agora para o reestabelecer e fixar tenho de voltar a treinar afincadamente. Não há problema, assim será! 

 

P.s O meu melhor de sempre foi ter feito 5km num pace de 4'44. Agora faço-os, custosamente, a 5'30, 5'40. Uma miséria. 

 

IMG_20150103_133013.jpg  

20150103_111820.jpg

20150103_112136.jpg

 

 

Estas são fotorafias de um ds treinos em Monsanto da semana passada. Amanhã volto ao pulmão de Lisboa para mais umas subidas.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:56

Como uma agulha num palheiro

por Melissa Lopes, em 02.01.15

É quase impossível reconhecer-me no meio desta multidão, mas consegui, ao fim de algum tempo, "apanhar-me". Claro, de boca aberta e, aparentemente, com cara de quem vai desmaiar. Que desilusão. 

mely.png

A organização da SS foi muito simpática ao enviar um vídeo da chegada. Tinha grandes expectativas sobre isso. Imaginava-me a chegar quase sozinha, em passadas olímpicas e a sorrir para as câmaras, mas não, isso é só para os da elite. Claro. Que parvalhona. Cheguei de boca aberta, no meio de uma multidão de atletas muito mais altos que eu ... encontrar-me é quase quase como procurar um agulha num palheiro dos grandes.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:19

A minha primeira vez

por Melissa Lopes, em 28.12.14

A minha primeira vez na São Silvestre não foi lá grande coisa, no que toca ao resultado. Deparei-me com vários desafios. Primeiro desafio: safar-me da mutidão e conseguir um lugar confortável para  impor o meu ritmo, sem tropeçar, sem cair e sem fazer cair os outros. Este desafio, apesar de ser mais problemático nos primeiros dois km, acompanha-nos em toda a corrida (10 mil pessoas feitas parvas a correr na rua, imagine-se). Segundo desafio: surgiu ao km 7 - uma dor aguda no adómen (uma espécie de dor de burro ou de burra, neste caso). Resolvido esse problema, eis que surge o terceiro desaio: subir a Avenida da Liberdade. Nunca tinha visto a Av. tão inclinada.

No final, soube bem cortar a meta - como, de resto, acontece sempre, apesar de tudo. Podia ter feito muito melhor, mas os treinos foram fracos. Ainda assim, fiz menos uns segundos relativamente à corrida do Montepio. Regressei a casa satisfeita. 

 

São Silvestre.png

 

IMG_20141227_194640.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17

montepio.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38

Corrida Montepio

por Melissa Lopes, em 24.10.14
Este domingo, bora lá? Se não for pela corrida, que seja pelo José Cid que vai cantar no final.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:57

Calor fora de tempo. Mas que tempo é este?

por Melissa Lopes, em 19.10.14
Não sei se sou eu mas, por motivos vários, não me apetece nada enfrentar uma semana de verão agora. Já tinha o edredão [ou edredom, como quiserem] na cama, já não me apetece andar de calções, já não me apetece ter que tomar 3 banhos por dia, já não me apetece andar de chinelos, até porque já começo a ficar branca (ou menos morena para aqueles que me dizem "tu? branca? estás sempre morena). Já não me apetece sentir o corpo à arder quando já é suposto estar no sétimo sono. Enfim, não me apetece estar quente, apetece-me mais aquecer-me com chás e mantas. Não me apetece correr com calor e tenho uma corrida no próximo domingo. E por aí diante.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:12

Já meto nojo com isto

por Melissa Lopes, em 15.10.14

Gostava de me rir deste resultado daqui a pouco tempo... Para já, ainda é um orgulho!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:54


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Terceiro Frente é social


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.